Primeira escola dedicada aos Direitos Humanos

Escola

Escola de Direitos Humanos e Cidadania

O Mosaiko|Instituto para a Cidadania criou a primeira Escola de Direitos Humanos do País. Cerca de 30 alunos já frequentaram o primeiro e o segundo módulos leccionados por profissionais de diferentes quadrantes.

O terceiro dos quatro módulos começou a ser ministrado esta semana e vai até sexta-feira, 10. A escola que conta com o apoio da MISEREOR, pretende capacitar e sensibilizar os jovens em temas de Direitos Humanos e Cidadania, levando-os a assumir um compromisso na defesa e promoção dos Direitos Humanos em Angola.

Integrar os Direitos Humanos (DH) na consciência e no comportamento pessoal dos participantes é outro objectivo, assim como, contribuir para melhorar o respeito e o exercício dos direitos e deveres dos cidadãos angolanos.

Cada módulo tem a duração de uma semana e os temas abrangem: A história dos DH; A situação dos DH em Angola; Os direitos civis e políticos; Os mecanismos de defesa nacionais e internacionais; Os direitos económicos sociais e culturais; DH e desenvolvimento.

Os formandos são maioritariamente jovens e vêem como vantagem o facto de ter como formadores activistas, advogados, professores universitários que trabalham na sociedade civil e partilham o seu saber prático e teórico alicerçado na experiência profissional.

Constantino José Morais é um dos formandos deste primeiro curso e apesar da sua experiência de trabalho numa ONG, procurou esta formação para abrir a sua visão e enriquecer os seus conhecimentos. Satisfeito com o resultado até então, o formando ressalta a interacção com os outros formandos: “alguns são activistas, educadores sociais, juristas e outros também trabalham em ONGs. Vêm de diferentes bairros de Luanda, mas um dos formandos reside no Bengo e outro no Cuanza Norte”.

Além disso, Constantino confessa que se sentiu desafiado desde o primeiro módulo por um dos formadores que “alertou-nos para redireccionar o nosso esforço para as causas e não ficarmos só pelo atacar as consequências”.

No final do curso todos formandos receberão um certificado e alguns poderão ser seleccionados para estagiar no Mosaiko.

Juntos por uma Angola melhor!

Related Posts
Leave a Reply

Arquivo