DIREITOS DA MULHER

Todos os dias as Camponesas de Malanje repetem o mesmo ritual, acordam muito cedo, preparam-se, antes de sair de casa, se têm, deixam alguma coisa para os filhos ou netos matabicharem e saem. Percorrem longas distâncias, mais de dois ou três quilómetros para trabalhar em lavras que não são delas porque não têm documento. “A terra...
A Subcomissão Mista de Samba-Cajú, realizou um seminário, em saudação ao dia internacional da mulher.
Arquivo