“É preciso acreditarmos nos sonhos e utopias”

Debate

Debate Movimentos Juvenis

Kambolo Tiaka-tiaka, coordenador da associação juvenil, Plataforma Cazenga em Acção (PLACA), acredita num mundo melhor e incentivou os jovens no debate sobre o tema: Movimentos Juvenis e Cidadania, realizado pelo Mosaiko, no passado sábado, 8.

“As liberdades são utópicas, mas é preciso acreditarmos que as liberdades serão efectivas”, assegurou Tiaka-tiaka aos mais de 60 jovens presentes, acrescentando que a realidade actual tem de ser invertida.

O líder juvenil que crê ser necessário sonhar e concretizar, defendeu ainda que o ser humano deve ser o centro das políticas públicas implementadas pelo Governo e das lutas dos movimentos sociais, sobretudo os juvenis.

Ciente do quão difícil é a conquista efectiva das liberdades e dos Direitos Humanos, Kambolo Tiaka-tiaka incentivou os presentes a continuarem a lutar pela garantia das liberdades.

“Temos que reproduzir os nossos aprendizados, falar sobre a liberdade com os outros que estão nos bairros”, referiu, lembrando que quando os “mais velhos” se insurgiram contra o colonialismo, houve quem pensasse ser impossível a independência e aconselhasse parar com a luta.“Mas foram, lutaram e estão a aí hoje, a usufruir desta independência”.

O cidadão tem obrigações

Arleth António, participante do debate, disse que, muitas vezes, os jovens pensam que exercer a cidadania é somente reclamar os seus direitos ao Estado e manifestar-se, “sem saber que também temos deveres enquanto cidadãos”.

A jovem referiu que a educação para a cidadania passa inicialmente pela família, como a primeira instituição de socialização e sugeriu aos participantes reflectirem a cidadania também a nível dos seus deveres.

“É muito triste ver que quando preciso de alguma ajuda, quem me ajuda diz querer algo em troca ou quando bebemos uma «gasosa» e ao invés de levar para o balde de lixo, atiramos na rua”, exemplificou, alertando que estas práticas não são normais e são contrárias à cidadania.

Debate no Mosaiko
Sobre o Debate

Esta edição de 8 de Fevereiro, do Cidadania em Debate, foi a segunda do ano e, além de Kambolo Tiaka-tiaka, o encontro teve também como co-moderadores os líderes juvenis António Cândido, da Associação Libertadores de Mentes (do município do Cazenga) e Fernando Sacuaela, do Projecto Agir (do Cacuaco).

O próximo debate vai ter lugar no dia 14 de Março, sobre o tema: O Acesso ao Emprego sob o Olhar da Mulher.

Apoio: Misereor

Juntos por uma Angola melhor!

Related Posts
1 Comment
  1. Avatar AffiliateLabz

    Great content! Super high-quality! Keep it up! 🙂

Leave a Reply

Arquivo