Mosaiko participa nas Jornadas Sociais da Paróquia do verbo Divino
Jovens católicos reflectem sobre o seu papel na sociedade
8-9 Dezembro 2017
Viana | Estalagem
Bookmark and Share Partilhar



A convite da Comissão da Pastoral Juvenil da Paróquia do Verbo Divino, o Mosaiko participou nas Jornadas Sociais sobre o jovem e a cidadania, realizadas naquela paróquia nos dias 8 e 9 de Dezembro, sob o lema: jovens verbitas, atentos aos novos desafios.


O evento foi organizado por incentivo das recomendações saídas da Semana Social Nacional realizada pelo Mosaiko em 2015, por iniciativa da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé (CEAST).

A actividade reuniu 50 jovens representantes de grupos, movimentos e comunidades da paróquia, e contou com representantes de congregações religiosas.


Durante os dois dias das Jornadas Sociais, os participantes reflectiram sobre os temas: Cidadania:um exercício necessário para o nosso tempo, facilitado pelo jurista Édmio Makundi e o activista João Diogo dos Santos; o contributo da juventude para o desenvolvimento de Angola, facilitado pelo antropólogo Filipe Vidal; Cidadania: um agir local para o desenvolvimento social, facilitado pela activista Alexandra Simeão; e o compromisso social do jovem cristão, facilitado pelo director administrativo do Mosaiko frei Mário Rui. Como última actividade, os participantes reflectiram sobre as visões da juventude quanto as promessas do novo governo, saído das eleições gerais de 23 de Agosto.


Na facilitação do tema, o frei Mário Rui apresentou o exemplo de Cristo como membro activo da sociedade do seu tempo, mas afirmou que a responsabilidade social deve ser entendida como uma questão que diz respeito a todos, não apenas aos jovens. Em todas as fases etárias, devemos ter uma vida comprometida com as questões sociais, disse.


Em paralelo as conferências, decorreu a exposição e venda de livros com a participação das Livraria Paulinas, Livraria M.M.W Lda, Biblioteca Mosaiko e da Livraria Móvel da Mayamba Editora.
Representada pelo bibliotecário adjunto Avelino Calipa, a Biblioteca Mosaiko fez a sua exposição de livros e materiais didáticos sobre Direitos Humanos.


A pedido da organização, o Mosaiko ofereceu aos participantes exemplares das edições 22 e 32 do Mosaiko Inform sobre os Direitos Humanos na Família e Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, respectivamente, exemplares da Declaração Universal dos Direitos Humanos e de desdobráveis sobre o Mosaiko.

Mosaiko | 20 anos ao serviço dos Direitos Humanos em Angola