Mosaiko participa na Conferência sobre o Fluxo Financeiro Ilegal na Zâmbia
Frei Agostinho Lumati representa o Instituto na Conferência da NCA
26-28 Julho
Zambia
Bookmark and Share Partilhar



A convite da Ajuda da Igreja Norueguesa (NCA), o Mosaiko participou, entre os dias 26 e 28 de Julho, na Conferência sobre o Fluxo Financeiro Ilegal e Justiça de Impostos, em Lusaka.


A conferência foi realizada pela NCA e dirigida aos líderes religiosos de alguns países africanos como: Angola, Malawi, Zimbabwe, África do Sul e Tanzânia.

Em representação do Mosaiko, foi o assessor de Direitos Humanos, frei Agostinho Lumati. Para ele, a conferência foi uma boa experiência, pois foi possível partilhar informações entre os vários líderes religiosos. Aprendemos muito sobre as formas de combater o fluxo financeiro ilegal, havia questões que nós só sabíamos de forma muito geral, mas aí pudemos aprofundar, disse o assessor.
O encontro contou com a participação de líderes de da igreja Católica, Anglicana e Metodista.
A conferência, segundo o frei, visou capacitar os líderes religiosos a fim de influenciarem as pessoas, sobretudo fiéis, para terem a consciência de combater o fluxo financeiro ilegal e a justiça de impostos e puderem contribuir, pagando as suas dívidas públicas, e exigir a correcta aplicação dos impostos recolhidos pelo Estado na vida dos cidadãos.

De acordo com o que constatamos lá, em termos de impostos, o nosso país está muito atrasado em comparação com os outros do Continente, afirmou o frei Agostinho Lumati.
Disse ainda o assessor de Direitos Humanos que ao Mosaiko foi sugerido que nas suas formações sobre Direitos Humanos e Justiça pudesse também colocar questões sobre os impostos.

 

Mosaiko | 20 anos ao serviço dos Direitos Humanos em Angola.