Fim da viagem pelos Direitos Humanos em Angola
Mais de 500 estudantes participaram da actividade durante o mês de Junho
5-30 de Junho
Bookmark and Share Partilhar



No âmbito do 20º aniversário do Mosaiko | Instituto para a Cidadania, a Biblioteca Mosaiko organizou durante o mês de Junho o jogo didáctico Uma Viagem pelos Direitos Humanos em Angola. Participaram desta actividade 14 instituições de ensino, das quais 12 pertencem ao município de Viana e duas ao Cazenga.

Mais de 500 estudantes do ensino primário e do primeiro e segundo ciclos participaram do jogo que decorreu em quatro sessões. O jogo teve a seguinte dinâmica: Um dístico com o mapa de Angola, onde cada província representava um direito expresso na Declaração Universal dos Direitos Humanos. Durante as sessões, foram estudados alguns itens dos Direitos Humanos como: o direito à educação, à vida, à saúde, à livre circulação, à participação na vida cultural, ao voto, a liberdade de expressão, a não tortura, à religião e a não discriminação.

No Colégio Nossa Senhora da Anunciação, a estudante da 5ª classe, Telyandra de Fátima, concluiu em poucas palavras o que aprendeu em todo o jogo: aprendi que todos nós devemos conhecer e defender os Direitos Humanos.

Ao encerrar este ciclo do jogo, a coordenadora da Biblioteca Mosaiko, irmã Cecília Prudêncio fez uma avaliação positiva e disse que esta actividade foi também para o Mosaiko um espaço de conhecimento das diferentes instituições de ensino como escolas públicas, escolas católicas e colégios. Segundo ela, a interacção com os estudantes foi muito activa. Houve reciprocidade; não somente com o que ensinamos durante o jogo, mas aprendemos muito mais com a participação dos alunos, disse.

Ela afirmou que um dos objectivos deste jogo não é só capacitar os estudantes sobre os Direitos Humanos, mais de formar pessoas que possam aplicar o jogo nas suas instituições. Irmã Cecília manifestou também o desejo de estender esta dinâmica de aprendizagem e ensino para outras províncias. Gostaríamos de continuar a aplicar o jogo de Direitos Humanos nas demais províncias do País, afirmou.

A viagem pelos Direitos Humanos continua

O jogo didáctico Uma Viagem pelos Direitos Humanos em Angola foi facilitado por uma equipa do Mosaiko constituída pela Irmã Cecília Prudêncio, Avelino Calipa, Policarpo Lindo, Maria de Lourdes, António Gonga, Joaquim Kamoio e Delmiro Ymbi.

Durante o mês de Julho, a equipa facilitadora vai fazer a avaliação do jogo e criar o material definitivo para ser disponibilizado às escolas que participaram na primeira fase a fim de continuarem a implementá-lo.

Esta actividade foi antecedida por uma formação que o Mosaiko facilitou em Maio aos professores das instituições selecionadas, a fim de estes se familiarizarem com o conteúdo de Direitos Humanos e desse modo poderem acompanhar o jogo.

Mosaiko | 20 anos ao serviço dos Direitos Humanos em Angola.