Cidadania em Debate

Mosaiko realiza debate sobre os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável e Cidadania

O Mosaiko | Instituto para a Cidadania realizou, no dia 14 de Janeiro, um debate sobre o tema: Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e Cidadania.

O encontro decorreu no jango do Mosaiko e contou com a participação de 97 pessoas, vindas de diversas localidades da província de Luanda.
O director geral da Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA), Belarmino Jelembi, foi o moderador desta 16ª edição do ciclo de debates denominado Cidadania em Debate.

Durante a sua primeira intervenção, Belarmino Jelembi começou por agradecer o Mosaiko pelo convite e felicitou a presença dos participantes do debate.Os assuntos discutidos no encontro rondaram entre a conservação da Natureza, a satisfação das necessidades das pessoas nos tempos actuais, a participação dos cidadãos nas questões sociais e às responsabilidades do governo na resolução dos problemas da Nação.

Para explicar que a questão da sustentabilidade é muito antiga, o moderador usou como exemplo as sociedades antigas que, através dos mitos e de usos e costumes, realizavam as suas actividades, satisfazendo as suas necessidades, mas com a ideia de preservação do ambiente e conservação dos elementos naturais básicos para sobrevivência das gerações futuras.

Deve haver um equilíbrio entre a conservação e a satisfação. A conservação é importante, mas tem que estar de acordo ao contexto das necessidades das pessoas, afirmou.

O director da ADRA disse que a participação ou inclusão é das variáveis mais importantes quando se fala de desenvolvimento e sua sustentabilidade. Não há paz sem participação ou inclusão, acrescentou.

Com mais de 12 intervenções, desde questões a opiniões, os presentes apresentaram as suas experiências e sugestões para que o Estado cumpra com as suas obrigações e os cidadãos possam contribuir para a concretização dos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável.

O participante Isildo Tito, do município de Belas, afirmou que não existe Desenvolvimento Sustentável sem uma vontade política para o aplicar. O que é realmente prioritário é resolver os problemas básicos dos cidadãos, opinou.

Questionado sobre o assunto da prioridade nacional, Belarmino Jelembi disse: as coisas nas sociedades devem ser negociadas sobre o que é prioritário, e, para Angola, o prioritário é o combate à fome.

No final do debate, Belarmino Jelembi apelou aos presentes a contribuírem activamente na resolução dos problemas das suas comunidades, através da participação e intervenção nos assuntos que dizem respeito à comunidade e a todos.

Related Posts
Leave a Reply

Arquivo