CIDADANIA EM DEBATE

Dezenas de cidadãos reflectem sobre o seu compromisso político

CIDADANIA EM DEBATE

8 de Julho 2017

Viana | Estalagem,

Deixem-me colaborar! O estado, as instituições públicas, os partidos não podem fazer tudo. Se eu tenho interesse no ambiente ou na educação cívica, deixem-me criar uma associação ou participar em actividades em prol da sua defesa.
Palavras do especialista em políticas de desenvolvimento, Sérgio Calundungo, durante a moderação do debate sobre o compromisso político dos cidadãos, realizado pelo Mosaiko no sábado, 8 de Julho. O encontro reuniu 81 cidadãos vindos de diferentes pontos de Luanda.

O moderador do debate, Sérgio Calundungo, apresentou alguns termos que pensa serem úteis para a reflexão em torno da participação política dos cidadãos como cidadania, direitos, deveres, democracia, compromisso, motivações, participação e consequências do compromisso político dos cidadãos.
Para Calundungo, o estado e outras organizações do país devem abrir-se à participação dos cidadãos para a construção e desenvolvimento da nação. Segundo ele, a lealdade é um factor muito importante para a clarificação do compromisso político de qualquer cidadão. Quando se fala de compromisso político a nossa lealdade é importante; devemos definir a quem somos leais, se é ao partido ou à nação, disse.
É diferente ter esse compromisso num ambiente em que há democracia e num em que não há. Mas tendo democracia não é suficiente se não houver um compromisso, referiu Sérgio Calundungo.
As intervenções dos participantes partiram de experiências de vida a opiniões académicas.

O jovem Filipe Quessongo afirmou que este debate deve mudar a forma de vida dos presentes e garantir um compromisso efectivo e uma participação mais activa nas suas localidades de residência e no país, em geral.

O próximo debate vai ser realizado no mês de Setembro.

Mosaiko | 20 anos ao serviço dos Direitos Humanos em Angola

Related Posts
Leave a Reply

Arquivo